A PREVENÇÃO E O CONTROLE DA HANSENÍASE: UM DESAFIO PARA O ENFERMEIRO DA ATENÇÃO BÁSICA

Zaira Santiago de Lima, Isabel Cristina Amaral de Sousa, Tayssa Suelen Cordeiro Paulino, Fábio Claudiney da Costa Pereira

Resumo


A temática Hanseníase é complexa envolvendo uma série de problemáticas, como incapacidades físicas, sociais e psicológicas de portadores e familiares. Nesse sentido, o presente estudo destaca as ações e estratégias de prevenção primária e secundária da hanseníase que podem ser desenvolvidas pelo enfermeiro no âmbito da atenção primária a saúde. Objetivou-se, portanto, discutir a atuação do enfermeiro no atendimento do portador de hanseníase as ações de prevenção, detecção e orientação sobre a doença na atenção básica. Diante disso, realizou-se uma revisão bibliográfica na biblioteca virtual em saúde, google acadêmico e documentos publicados pelo Ministério da saúde entre os anos de 2002 a 2012. As principais estratégias encontradas foram às ações educativas que devem incorporar os usuários de forma a capacitá-los a evitar os fatores de risco para esta doença que sempre esteve presente mediante uma multiplicidade de formas e em diferentes ambientes. Percebeu-se a necessidade de que o enfermeiro seja capaz de realizar um atendimento integral aos doentes de hanseníase aproveitando o momento da consulta para se estabelecer um vínculo de confiança com o objetivo de melhorar a adesão desses usuários às ações desenvolvidas. Sendo assim, observa-se que as ações implementadas pelos enfermeiros são fundamentais no processo de rastreamento e detecção precoce dos portadores de hanseníase.


Palavras-chave


Hanseníase; Enfermagem; Atenção Básica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Carpe Diem: Revista Cultural e Científica do UNIFACEX ISSN 1518-5184 (Impressa) ISSN 2237-8685 (Online)  UNIFACEX- Centro Universitário FACEX Rua Orlando Silva, 2897 Capim Macio - Natal/RN - CEP: 59080-020